terça-feira, 31 de maio de 2016

A ESPERANÇA

Quando dia nasce
Com o faixo de luz do sol
Mais uma chance
Do sonho virar realidade
E ser uma verdade
Quando eu te encontrar
Mas, mais um dia passou
E o sonho
De um só beijo
Não se realizou
E o dia se foi
De novo
Só a esperança ficou.
Fabrício Colombo

JUSTIÇA E DIREITOS HUMANOS

Infelizmente o nosso país não pode ser considerado um Estado justo. Além da grande injustiça social vigente no Brasil, que não é o caso a ser abordado aqui, perecemos de uma justiça legal, que seja eficaz e realmente puna a quem merecer.
Os romanos já diziam "a lei é dura, mas é a lei". No Brasil "a lei é mole, mas é a lei". E aí está o problema, na legislação que em nome de defender os inocentes é cheia de prerrogativas que impedem que os culpados sejam condenados. E quando os são, todos sabemos que eles não vão cumprir a pena. Mais cedo ou mais tarde, por fulga ou agraciados com as benecies da lei. Benefícios esses que não são agraciados os trabalhadores e cidadãos honestos. Também sabemos que esses apenados em liberdade, vão voltar a cometer os mesmos crimes pelos quais já foram presos e condenados, mas mesmo sabendo são postos em liberdade. Isso, logicamente é uma insanidade, para não dizer burrice. Mas a lei permite.
Não bastando o problema da nossa legislação, que deveria proteger os corretos e punir os maus feitores, os direitos humanos no Brasil ao invés de ajudar, atrapalham. Quero salientar que não sou contra os direitos humanos, principalmente daqueles que trabalham, estudam e se esforçam para construir uma sociedade mais justa e igualitária. Defendo os direitos humanos, daqueles que passam fome, daqueles que ficam atirados nos corredores dos hospitais, dos idosos e crianças abandonados, etc. São esses, que as pessoas defensoras dos direitos humanos tinham que defender, tinham que se preocupar e não com aqueles que matam esses.
Sei que a violência em uma sociedade está intimamente ligada às condições socioeconômicas de sua população, mas enquanto nós, como sociedade, como nação, não conseguirmos atingir uma justiça social mais digna, que com certeza diminuirá a violência, é necessário uma legislação mais eficiente e até mais dura e intolerante em certos casos. Principalmente a crimes e criminosos, sejam eles de colarinho branco ou assassinos. È necessário punir, cortar o mal pela raiz. Afinal, quem está sendo punido atualmente no Brasil com essa nossa legislação branda e leviana? Quem são os privilegiados dessas leis? Os inocentes ou os culpados?
Fabrício Colombo.

ÚLTIMO SUSPIRO

Eu não sei quando vai ser
Meu último suspiro
Se vai ser hoje, amanhã ou depois
Eu sei que virá
Nem se quer vai avisar
Simplesmente vai chegar
Inevitavelmente
Sem ao menos me deixar saber
Se meu último suspiro
Vai ser de dor
Ou de amor!

Fabrício Colombo

segunda-feira, 30 de maio de 2016

PÉ DE AMORA

Hoje eu passei lá
Lá naquela rua
Rua que tinha um pé
Pé de amora
No meio do caminho
Caminho do menino
Menino que ia pra escola
Escola que estava lá
Lá depois do pé de amora
Amora, que colegas e eu
Eu saboreava
Mas o pé de amora não está mais lá
Lá no seu lugar
No seu lugar estava um prédio
Prédio totalmente fora de lugar
Lugar onde deveria estar
Estar o pé de amora
Amora da minha infância
Mas o menino que eu era
Que eu era também não está mais lá
Lá onde ficava o pé de amora
Pé de amora e sonhos
Sonhos que não estão mais lá!

Fabrício Colombo

EU PRECISO DIZER

Eu queria te falar tantas coisas
Na verdade, nem sei, se tantas assim
Mas na hora não sai nada
E eu falo por dentro
Um falar que não tem som
E você não consegue ouvir
E eu não sei pra onde olhar
E nem pra onde ir
Mas dá vontade de sumir
E a gente conversa sobre tudo
Mas esse tudo
Não diz nada
Eu preciso dizer....Tanto.
Fabrício Colombo

domingo, 29 de maio de 2016

ILUSÕES PERSISTENTES

Estrela incandescente 
Luz brilhante
Meu olhar decadente
Amor indiferente
Meu mundo inconsequente
Minha vida delirante
Os sonhos estão distantes
Clamo pela vida ardente
Morte que vem calmamente
Ilusões persistentes.

Fabrício Colombo

WILL SMITH


VOCÊ VAI PARTIR

É, você vai partir
e quando você ir
nem me despedir
eu vou poder
vai ficar só a saudade
daquele olhar
que discretamente
eu sei que estava lá
mas não vou mais encontrar
pois você vai partir
e eu não terei mais aquele andar
que eu fico a contemplar
teus cabelos soltos ou presos
a me enlouquecer
mas você vai partir
as ilusões vão se diluir
nas mangas do tempo
que vão tentar apagar
o vazio que vai ficar
quando você partir
e eu não poderei ir
as lembranças vão estar
em mim
não sei se estarão em você
se é que um dia esteve
o que sei
é que a partida chegará
e eu não terei mais as tardes
para ficar a imaginar
para ficar a me enganar
que um dia iria acontecer
aquele beijo
que só no sonho ficará
pois nem isso eu terei pra lembrar
no dia que você partir!

Fabrício Colombo

sexta-feira, 27 de maio de 2016

TUA MÃO

Não se preocupe amor
tudo vai dar certo
eu vou estar por perto
não tenha medo, nem receio
vou te abraçar como sempre
Não se preocupe amor
acalme teu coração
eu estarei lá segurando tua mão!

Fabrício Colombo.

CAMINHOS DAS PEDRAS

Caminho das Pedras, Bento Gonçalves - RS, Setembro de 2013.
Imagem: Viviane Rodrigues.

quinta-feira, 26 de maio de 2016

AMANHÃ

Amanhã a gente vai se ver
Eu nem posso crer
Amanha te tocar
Mais uma vez eu vou
Te abraçar, te beijar
E nos teus encantos
Novamente me encantar
Amanha te falar eu vou poder
E te direi como é grande
O amor que tenho por ti
E que assim não dá mais
E juntos temos que ficar
Pra sempre vivendo
Pode ser mais uma ilusão
Desse pobre coração
Mas amanha a gente vai se ver.
Fabrício Colombo

ALGUÉM COMO VOCÊ

Encontrei alguém do sonho que sonhei
Que me entende e me aceita
Do jeito que eu sou
Não me cobra o que não sei
E sim me ajuda a saber.
Encontrei alguém do jeito que imaginei
Antes de tudo uma amiga
Um ombro para chorar
Um alguém para sorrir
Assim para me encantar.
Encontrei alguém,
Alguém assim,
Como você!
Fabrício Colombo

terça-feira, 24 de maio de 2016

AS PESSOAS


Apesar do passar do tempo, das épocas, das transformações sociais e mudanças de pensamento, as pessoas continuam a reproduzir o maior defeito da humanidade que é jugar e condenar o que os outros fazem. “Atirem a primeira pedra quem jamais pecou”; esta frase histórica, só é lembrada nos discursos. Mas estas pessoas que tiram as pedras, esquecem que vivem no mesmo mundo que as outras e, portanto, sujeitas aos mesmo acertos e cometer os mesmos desvios do que qualquer um.

A sociedade é hipócrita a este respeito, pois as pessoas o são com discursos inflamados e fazem exatamente o contrário do que pregam. Depois querem ter o direito de julgar as atitudes dos outros. Errar é humano, faz parte da vida. Reconhecer seus erros e tentar aprender com eles, é uma das virtudes dos grandes homens que sabem que também erram.
Para que fique claro, não estou falando de crimes e, sim de atitudes. Por isso não tenho o hábito de julgar as pessoas, muito menos condena-las; eu não posso jogar a primeira pedra, mas tenho consciência disso, infelizmente a maioria das pessoas não.
Fabrício Colombo.

EU

EU
Nessas palavras falarei sobre eu
???????????????????????????
Contarei meu segredos
??????????????????????????
Revelarei o nome dos meus amores
??????????????????????????
Dizer quem fui eu
??????????????????????????

Fabrício Colombo.

segunda-feira, 23 de maio de 2016

CASTELOS

Você sorri
Feito um sol
Teu olhar ilumina
Como o brilho da lua
E te imaginei toda nua.
Mas você é uma princesa
Que não pertence
Ao meu reinado
Você é dos sonhos
Feito castelos encantados
Frágeis como as flores
São castelos de areia
Que se desmancham
Em um simples soprar do vento
Ou em noite de lua cheia
Quanto o mar vem te molhar.

Fabrício Colombo

domingo, 22 de maio de 2016

ANJO MAL

O anjo ainda é mal
Ele ainda não aprendeu a ser bom
Está tentando com serenidade
E com a mais profunda dedicação
Mas o anjo ainda é atormentado
Vive com dúvidas
Na escuridão e na solidão
Que o perseguem.
Em momentos de lucidez
Sabe fazer a vida um arco íris
Mas de repente a loucura o envolve
A tortura castiga
Em um mundo de demônios ele convive
Agonizando o maior dos sonhos
Onde está a felicidade
E o anjo conheceu uma flor
A mais rara de um imenso jardim
Mas está flor ele não pode tocar
Pois o anjo ainda é mal
E não se faz merecedor do paraíso.

Fabrício Colombo.

sábado, 21 de maio de 2016

CHE GUEVARA


TUDO É TRISTE

Tudo é tão triste
Noite sem estrelas
Noite sem luar
Não há sorrisos
Não há festas
Tudo está tão triste
Nenhuma canção
Nenhum sonho de verão
Tudo é tão triste
Nesta noite de solidão
Mais uma sem paixão.

Fabrício Colombo

sexta-feira, 20 de maio de 2016

ARAMBARÉ

lAGUNA DOS PATOS - ARAMBARÉ, RS - MARÇO DE 2015.
Imagem: Fabrício Colombo.

APENAS UM DESEJO

Toda mentira
Tem um pouco de verdade 
Pois ela não passa de ilusão
De uma imaginação
Apenas um desejo
Que queria o coração
Pra espantar a solidão.

Fabrício Colombo.

quinta-feira, 19 de maio de 2016

DONA DE SI

Você parece tão dona de si
tão indiferente
ou será medo
de me olhar
e não resistir
um beijo meu desejar
e se entregar....

Fabrício Colombo.

quarta-feira, 18 de maio de 2016

TUDO

Tudo que se fala
Tudo que se cala
Tudo que se grita
Tudo que se canta
Tudo que se vive
Tudo que se chora
Tudo que não se esquece
Tudo que dói
Tudo que se faz
Tudo que se ama
Tudo que um dia
Não foi suficiente.

Fabrício Colombo.

terça-feira, 17 de maio de 2016

AQUELA FLOR

Eu queria ser
aquela flor
bem perto do teu ouvido
te contaria meus segredos....
Eu queria ser
aquela flor
presa em teus cabelos
esqueceria até dos meus medos....
Eu queria ser
aquela flor
pois ela não sente dor
somente teu frescor!

Fabrício Colombo

segunda-feira, 16 de maio de 2016

EINSTEIN


NEM TUDO

Nem tudo faz sentido
Nem tudo é colorido
Nem tudo é como a gente quer
Nem tudo a gente diz
Nem tudo é permitido
Nem tudo é atrevido
Nem tudo é mentira
Nem tudo é felicidade
Nem tudo é saudade
Nem tudo é pra sempre.

Fabrício Colombo

SOBRE A IGNORÂNCIA


TRISTEZA QUE TENHO

A tristeza que tenho 
Não se vê no meu olhar
Nem no sorriso que não há
A tristeza que tenho
Está na alma que chora
Um choro sem lágrimas
A tristeza que tenho
Está em meu coração
Que sonha com um amor
Que acabe com tanta dor.

Fabrício Colombo

sábado, 14 de maio de 2016

CANYON DA FORTALEZA

Canyon da Fortaleza, Cambará do Sul, RS - outubro de 2013
Imagem: Fabrício Colombo

ESCOLHI

Eu escolhi o ar
porque mesmo sem saber voar
nele eu posso ficar
eu escolhi o mar
porque mesmo sem saber nadar
por ele eu posso navegar
eu escolhi amar
e por ti fui ferido
agora estou perdido
eu escolhi te esquecer
triste tentativa
é minha sina
então eu escolhi a solidão
pois companheira como ela
eu jamais encontrei.
Fabrício Colombo

sexta-feira, 13 de maio de 2016

TEMPOS EXTREMOS


Extremismo são medidas radicais tomadas para resolver problemas sociais, políticos e religiosos. Portanto, o ato extremo é uma ação política. No decorrer da História várias vezes medidas extremas se fizeram presente. E também se fizeram presente à intolerância, conflitos e a própria guerra.

A Inquisição Católica ou a Jihad islâmica foram medidas extremas da imposição de um pensamento religioso sobre as sociedades. Quais foram seus resultados? Julgamentos injustos, morte, intolerância, tortura, violência. Ou seja, a não aceitação do outro, do diferente. Robespierre, líder dos jacobinos durante a Revolução Francesa, tinha boas ideias, defendia a igualdade, a justiça, mas se perdeu no seu extremismo, levando centenas de pessoas a perder a cabeça na guilhotina, inclusive ele próprio. Poderíamos citar vários outros exemplos de Adolf Hitler a Kim Jong-un. Todos tiveram como base o extremismo que favorece um lado (por isso tem apoio), mas aniquila o outro, claramente, aquele lado que não concorda com sua doutrina.
Analisando, principalmente as redes sociais na atual situação do nosso país podemos perceber vários atos de extremismo. Primeiro, porque as pessoas para dar sustentação as suas opiniões publicam inverdades, aliás, a mentira faz parte da ideologia de todo extremista. E quando o extremismo é de dois lados, a coisa começa ficar perigosa. As pessoas não se ouvem mais, apenas se acusam e tentam mostrar, muitas vezes com exemplos insanos que a sua verdade é a verdadeira. Discutir política, religião, é uma coisa; fechar a cabeça em uma ideia única e achar que ela é absoluta é extremismo, intolerância, radicalismo; causas básicas para conflitos físicos onde a razão foi derrotada. 
Fica evidente que nossa visão é contrária ao extremismo, pois este é um inimigo da liberdade, do bom senso, da paz. Lutar pelo que se acha justo não é ignorar o outro; não é eliminar quem pensa o contrário de nós. 
Fabrício Colombo.

quinta-feira, 12 de maio de 2016

PELA PAIXÃO

Quis te impressionar
Me encantei com teu olhar
Quis controlar a situação
Tentei manter a razão
Mas fui fulminado pela paixão
Que me invadiu sem perguntar
Se eu queria ou não
Tocou uma lenta canção
Abracei o teu corpo
Acariciei a tua pela
Beijei a tua boca
E acordei sozinho
Procurando o teu carinho.
Fabrício Colombo

quarta-feira, 11 de maio de 2016

VOCÊ SABE

Você sabe o que é ter
loucura por uma mulher
e nela não poder tocar
os seus lábios não poder beijar
Você sabe o que é arder em desejo
tê-la tão perto e só olhar
na verdade querendo abraçar
sentir o calor do seu corpo
Você sabe o que é acordar de um sonho
e sentir ela escapar dos seus braços
sem nunca tê-la sentindo em seu peito
e ficar no vazio, sem jeito.
Você sabe o que é calar a vontade
perder a liberdade
por não conseguir esquecer
o olhar de uma mulher!

Fabrício Colombo

segunda-feira, 9 de maio de 2016

SOBRE A HUMANIDADE


QUANDO


Quando te vi
A lua brincou
E o sol sorriu
Quando te falei
Se fez a poesia
Começou uma melodia
Quando te toquei
Estrelas caíram do céu
Abelhas se banharam no mel
Quando te beijei
Tocava uma canção
Sorria meu coração.
Fabrício Colombo.

sábado, 7 de maio de 2016

RIO DO POUSO

Rio do Pouso, interior de Tubarão, Santa Catariana, Brasil - Julho de 2015.
Imagem: Fabrício Colombo.

AMO VOCÊ

É, o seu jeito de ser me pegou sem querer
E agora que notei já não sei o que dizer
E me perdi e não sei como me achar
Você a minha séria brincadeira
E agora eu não posso mais te perder
Se não nem sei que poderá ser o meu fim
De você quero ouvir um sim
E no teu céu voar no teu sonho
Não me peça pra explicar, simplesmente
Deixe eu fazer desse mundo, um só pra nós
Eu queria te declamar a mais bela poesia
Mas eu amo você
E isso é tudo que eu sei fazer....
Fabrício Colombo

sexta-feira, 6 de maio de 2016

DEDICADO

DEDICADO
Tentei escrever sobre as flores
Pétalas de rosas
Lembrei da tua pele
Quis descrever os raios de sol
Mas veio a minha mente
Os contornos do teu sorriso
Esperei chegar a noite,
Tentativa em vão
Pois ao olhar o brilho da lua
Teu olhar, era o que eu via
Fui tentar desvendar os segredos do vento
Nada consegui a não ser imaginar
Teus cabelos soltos no ar
Me restou olhar o mar
Vasto oceano para desvendar
Mas o vai e vem das ondas
Só faziam te lembrar
Então escrevi uma poesia
Dedicada a quem ama
Fabrício Colombo

quinta-feira, 5 de maio de 2016

UM TOLO

Desculpa 
pelo meu olhar
insistente
eloquente 
quase insano
são tolices.
Desculpa
pela minha mão atrevida
que acariciou tua pele
que tocou teu corpo
suavemente.
Desculpa
pelos meus impulsos
atitudes
sem pensar
só viu o momento
são tolices.
Quer saber
retiro as desculpas
são tolices
e eu um tolo.

Fabrício Colombo

SOBRE A HIPOCRESIA


quarta-feira, 4 de maio de 2016

MAIS BONITA

Cada vez que eu te vejo
você parece mais bonita
modificando os meus planos
de tirar você do meu pensamento
me deixando perdido
entre o sonho e a insanidade....
Cada vez que eu te vejo
você parece mais bonita
modificando os meus planos
me fazendo cometer mais enganos.


Fabrício Colombo.

terça-feira, 3 de maio de 2016

BALNEÁRIO CAMBORIU

Vista de Camboriu a partir do Teleférico - novembro de 2013.
Imagem: Fabrício Colombo.

LINCOLN


AMOR DE VERÃO

Eu não sei como aconteceu
Esse amor de verão
Que com as ondas do mar chegou
E nas asas da gaivota voou
Nesse nascer do sol
Que depois se pôs
Na lembrança que ficou
Isso não dá para apagar
Pra sempre vou lembrar
Desse sorriso
E o seu jeito de encantar
Com apenas um olhar
Que apagou a luz do luar
Esse amor de verão
Foi bom e esta em mim
Foi felicidade
Que agora me mata de saudade.
Fabrício Colombo

segunda-feira, 2 de maio de 2016

SOBRE A RAZÃO


EU SEI

Eu te olho mais do que você a eu
Eu penso mais em você do que você a mim
Parece tortura, fissura, loucura, eu sei.
Eu te desejo mais do que você a eu
Eu te quero mais do que você a mim
Sonho, delírio, ilusão, eu sei.
Mas eu te tenho mais você, do que você a mim
Pode parecer insano, eu sei
Mas não estou tão sozinho assim...


Fabrício Colombo

domingo, 1 de maio de 2016

POETICAMENTE FALANDO

Poesia é o sonho mais intimo do poeta
Que nas palavras quer se fazer profeta
Para alcançar o seu desejo em um beijo
É o maior delírio de um sonhador
A mais pura verdade de uma dor
A poesia é a mais bela versão do amor
Que o poeta criou
E a palavra eternizou....

Fabrício Colombo

O MESTRE, O APRENDIZ, O GENERAL E O SOLDADO.

A diferença entre o general e o soldado é que o general sabe porque mandou o soldado executar certa tarefa. Também não está preocupado se o soldado sabe o porquê, apenas espera que o soldado cumpra a tarefa.
O soldado que deveria saber por que está realizando ,não sabe, mas a faz.
Eis a diferença entre quem comanda e aquele que é comandado.
Já o mestre espera que o aprendiz consiga entender o sentido da tarefa que lhe foi dada, que veja nela mais uma oportunidade, para que o aprendiz não se torne apenas mais um soldado.
Eis a diferença do mestre para o general. Enquanto o general forma executores, o mestre procura formar pensadores.

Fabrício Colombo.