terça-feira, 12 de julho de 2016

NÃO É DE VOCÊ

Ah! Essa saudade que me consome
que acompanha cada passo meu
e faz doer até o meu olhar
nas imagens que na mente
insistem em passar.
Lembranças que não consigo esquecer
é como a loucura
ela vem e domina,
não faz pergunta, alucina!
Destrói o presente, mata o futuro
vive no passado
que não volta mais
e que nas cores da fotografia
trás de presente um sorriso
mas é apenas mais um feitiço
ilusões de um tempo
que não volta mais.
Esse mesmo tempo
que transformou em amargura
toda a doçura
que um dia se fez ternura
em meus braços jurou
ser eterna aquela aventura
que não sobreviveu
as tempestades que vieram.
As flores do jardim
que não resistiram a seca
que se fez no deserto que se transformou
nesse gelo que congelou esse coração que um dia bateu
muito mais do que podia, acelerou tanto
que não fez a curva e se quebrou
em pedrinhas de gelo
que com o calor derreteu.
E que falta faz
aqueles dias de sol
onde na beira da praia
no imenso azul do mar
eu sabia sonhar.
Ah!...que saudade
mas não é do rosto
que as imagens não trazem mais
não é de você que eu não tenho mais
é saudade do amor
que um dia me fez feliz demais!
Fabrício Colombo

Nenhum comentário:

Postar um comentário