segunda-feira, 4 de julho de 2016

O PAÍS DO FUTURO OU DA PICARETAGEM?


                Passei minha infância e cresci ouvindo que o Brasil era o país do futuro. Hoje, depois de vários anos de estudo, de quatro décadas de experiência de vida enfim, entendi porque este futuro nunca chega. O futuro é uma ideia e, no caso do nosso país, uma ideia utópica.
                Como o futuro chegara a um país afundado na lama por incompetência, negligência e o pior de tudo, picaretagem para tudo que é lado. Seria hipocrisia falar somente dos políticos que tem a fama maior e, não por acaso. Mas não é só no Congresso Nacional, Câmara de Deputados e de Vereadores e nos poderes Executivos que existem corrupção e pessoas levando vantagens, enquanto outras sofrem. Todo dia tem notícia sobre algum rolo em nosso país e, o pior de tudo, em todos os setores da nossa sociedade. Médicos com contrato de trabalho de seis horas diárias nos postos públicos e trabalham uma hora e só os gestores não sabem disso, vão abrir sindicância para averiguar. Por que isso ocorre, conivência, negligência, incompetência e falta de fiscalização, se é que existe interesse do poder público em fiscalizar. E enquanto o óbvio é apurado, a população sofre horas na fila para ser atendida, meses para realizar um exame, que em muitos casos chega tarde demais.  
                Outro caso interessante de picaretagem, advogados instruindo seus clientes de como fraudar a Previdência Social para conseguir benefícios sem realmente ter o problema para receber o beneficio. Quer dizer que a pessoa estuda anos em uma faculdade de bacharelado, se intitula doutor, para ensinar as pessoas a tirar vantagem, ou seja, corrupção, picaretagem. No “meu tempo”, picareta era vendedor de carro usado que não tinha boa procedência, agora são doutores (médicos e advogados).
                Tem também a corrupção no esporte. Por isso que muitas pessoas foram contra as Olímpiadas no Brasil. Vários clubes e federações receberam dinheiro público para investir nos atletas, na sua formação e na compra de equipamentos. Adivinha se isso foi feito. O dinheiro foi distribuído, mas a grande parte dos atletas olímpicos e paraolímpicos relata que não houve melhoria nenhuma. Como um país que não valoriza a educação vai ser um campeão olímpico.
                E por último, talvez o maior dos absurdos. O serviço da Samu, que tem como prioridade salvar vidas, foi envolvido em um escândalo, onde enfermeiros e médicos pioram o estado do paciente para que ele piore e dê entrada na UTI, pois assim, os hospitais particulares lucram mais. Isso acontece é claro para quem tem plano de saúde, pois para pacientes do SUS, que não tem condições de pagar um plano pode ser levado para qualquer lugar. Mas vejamos o absurdo, os caras brincam com a vida de pessoas acidentadas, que tiveram um mal súbito e ligam para o serviço pedindo ajuda, esperando serem salvas, para ganharem R$200,00 R$300,00 de propina. O que dizer de um “ser humano” assim.
                É claro que a culpa é do poder público, que como já me referi é incompetente, negligente, omisso e não fiscaliza, deixando milhões e milhões de reais, escoar literalmente pelo ralo. Mas fica evidente, que quando existe oportunidade, grande parte dos cidadãos brasileiros sejam eles cultos ou não, estudados ou não, ricos ou não praticam a picaretagem, são tão corruptos como os políticos. E o futuro; ah! O futuro nunca chega, pois esbarra na hipocrisia, na falta de caráter, na falta de bondade, na falta de ética, na falta de cidadania de um povo que enquanto não aprender que quando ele leva vantagem, milhares de pessoas foram prejudicadas, nunca será o país do futuro. Continuaremos ser o que sempre fomos...
Fabrício Colombo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário